O Zen Vale dos Sinos tem como missão difundir os ensinamentos de Buda Shakiamuni em benefício de todos os seres.

quinta-feira, 8 de abril de 2010

08 DE ABRIL - DIA DO NASCIMENTO DE BUDA.







Nasce-nascendo, de forma natural, uma criança, berrando o primeiro grito. Respira o ar e supera a surpresa de estar além da área ventral. Entretanto, percebe que continua dentro de um útero maior, comum a mais seres, alguns correndo, empurrando, matando, roubando, mentindo, morrendo e escondendo de si a verdade tão simples de que todos formamos um corpo gigante de matéria viva em eterna transformação.

Alguns já percebem a grande harmonia criada a cada átimo de segundo. Assim foi que um dia, há mais de 2600 anos, nasceu um menino, filho de reis soberanos. Era 8 de abril. Choveu néctar dos deuses, e a mãe do menino sorriu. Teria, segundo a tradição, andado sete passos em cada uma das quatro direções: norte, sul, leste e oeste. Parou, levantou a mão direita para o céu e com a esquerda apontou a terra dizendo:

“Entre o céu e a terra sou o único a ser venerado”

Há quem acredite que tudo isso aconteceu. Outros dizem que é simbólico. Como poderia um recém-nascido andar e falar? O fato é que os textos sagrados guardam essa história...

...Em sua homenagem, ainda hoje, faz-se um altar de flores e um Buda menino que todos banham chá adocicado como o néctar do dia em que nasceu. Na verdade, não foi há mais de 2600 anos. Nasce um Buda a cada instante e não só em países distantes.

Budas tantos quantos os grãos de areia no rio Ganges.

Palavras do Darma por Coen Roshi.