O Zen Vale dos Sinos tem como missão difundir os ensinamentos de Buda Shakiamuni em benefício de todos os seres.

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

NEHAN SESSHIN - RETIRO DE PARINIRVANA DE BUDA


15 DE FEVEREIRO :Esse é o dia que Buda Xaquiamuni faleceu, perto da cidade de Kushinagara, no norte da Índia. Uma grande pintura(em forma de pergaminho) mostrando Buda entrando em Parinirvana é pendurada no templo e uma cerimônia expressando nossa gratidão a Buda é realizada. Diz-se que no momento de sua morte Buda estava dormindo em uma cama preparada em duas árvores Sala. Sua cabeça para o norte, seu rosto para oeste e sua mão direita fazendo as vezes de travesseiro. Naquele momento, flores brancas desabrocharam nas árvores Sala e caíram sem cessar. Muitos de seus discípulos, o rei e sua família, homens e mulheres de todas as idades, e mesmo pássaros e animais estavam reunidos, suspirando de tristeza. Buda fez seu último discurso, expondo a verdade fundamental: mesmo que o corpo físico morra, o Darma é eterno, para que seja possível ver Buda, é preciso ver o Darma. Dessa forma, ele ensinou a seus discípulos sobre os preceitos e sobre como eles deveriam manter a prática do Caminho de Buda. Esse sermão chama-se Yuikyogyo, o Último Ensinamento de Buda Xaquiamuni.


Comunicamos que a comunidade Zen Vale dos Sinos estará em retiro na Vila Zen-Viamão, entre os dias 1º e 08 de março. Por este motivo nossas atividades estarão suspensas, retornando dia 11 de março, com zazen especial às 19h

Próxima oficina de Introdução ao Zen Budismo acontece dia 16 de março, domingo,  às 17h.

Gasshô

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

POSTURA DURANTE UM RETIRO ZEN-BUDISTA


Regras – Sesshin de Carnaval – 2014 (2580)

Um sesshin Zen não é, de forma alguma, um retiro relaxante. Pelo contrário, há muitos períodos de zazen de 30 minutos, totalizando cerca de 16 horas por dia. Não é uma prática fácil. Aqueles que não se sentirem preparados não devem vir.
1) Preservar o silêncio. É proibido conversar, cantar, assoviar, ler, escrever, resmungar. Procure manter os olhos pousados, evitando estabelecer contato visual com as outras pessoas. Caso precise de algo, procure algum monge/monja ou monitor/monitora, faça gasshô (mãos palma com palma) e fale baixo para não perturbar os outros. Não mantenha conversas fúteis nem produza ruídos (suspiros, reclamações, gemidos, gritos) para não atrapalhar a prática do grupo. Desligue seu celular durante o sesshin.
Caminhe com cuidado e de forma digna. Mantenha as mãos em shashu sempre que estiver de pé, parado (a) ou caminhando. Não ande com os braços balançando e procure não fazer ruídos com os pés, ao caminhar.
2) Todos devem estar sentados em seus lugares durante a prática de zazen. Não é permitida a entrada na sala depois que o zazen tenha começado. Mantenha-se imóvel durante o zazen. Esteja atento (a) à programação do sesshin, que estará afixada em nosso mural e visível a todos. Os participantes devem seguir a programação do sesshin.
3) A prática de samu (limpeza, faxina, trabalho comunitário) deve ser feita com empenho, agilidade e sem interrupções. É inadequado estabelecer preferências entre uma tarefa e outra – simplesmente se entregue a qualquer atividade que lhe for designada.
Aceite correções e orientações de seus superiores sem questionamentos e justificativas desnecessárias. Ao terminar sua tarefa e ainda houver tempo, não pare para descansar. Procure outra forma de colaborar no samu. Veja o que os outros estão fazendo.
Após o samu, há um breve intervalo para ir ao banheiro, tomar água, café, e sentar-se para descansar um pouco. Este é o único momento adequado para sentar-se e descansar.
4) As refeições são frescas e devem ser aceitas sem discriminações. Comemos em um conjunto de tigelas chamado oryoki. Não é permitido deixar alimentos nas tigelas ou ausentar-se das refeições.
5) Observe os horários e o ritmo do grupo. Procure estar pronto (a) para ajudar no que for necessário.
6) Dormir também faz parte da prática. Todos se deitam e acordam no mesmo horário. Não é permitido fazer qualquer outra coisa enquanto todos estão dormindo, assim como é proibido colocar despertadores e se levantar antes que o sino de despertar seja tocado. Ao se levantar, imediatamente dobre suas roupas de cama, guarde-as e ajude a guardar os colchões. O templo não dispõe de quartos individuais e, portanto, dormimos coletivamente.
7) Haverá uma escala de banhos, que devem ser tomados nos intervalos. Os banhos precisam ser curtos e rápidos o suficiente para que a próxima pessoa use o chuveiro. Perceba o grupo e não desperdice água.
8) Não é permitido fumar, fazer uso de drogas e bebidas alcoólicas nas dependências do templo. Também é proibido vir ao sesshin sob o efeito de drogas e álcool.
9) Não use perfumes, colônias, cremes, desodorantes ou qualquer outro produto com fragrâncias (exceto sabonete, shampoo e condicionador). Evite incomodar o grupo com sua fragrância pessoal. Não use maquiagens, anéis, brincos, pulseiras, colares e joias. Homens e mulheres de cabelo comprido devem prendê-los.
10) Se tiver roupas de prática (como samuê e hakama), use-as. Não é permitido ficar de bermuda, saia, shorts, regatas e roupas decotadas. Caso não tenha roupas de prática, use roupas pretas e sóbrias. Não use calças jeans – prefira calças largas.
11) Mantenha seus pertences organizados.